Notícias

GelAvista

18 horas atrás
GelAvista

Recomendamos a leitura do artigo de Luís Quinta sobre o plâncton, publicado na edição de dezembro da National Geographic Portugal, onde é referido o #GelAvista.

GelAvista

2 dias atrás
GelAvista

Hoje celebramos o #DiaInternacionaldoVoluntário! Assinalamos esta data, fazendo um agradecimento especial a todos os cidadãos-cientistas que fazem parte da comunidade GelAvista. Muito obrigado por abraçarem voluntariamente a nossa causa, viabilizando a monitorização dos organismos gelatinosos em Portugal. Ainda não é nosso observador? Aceite o desafio e envie-nos os seus avistamentos, mesmo que nulos, através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Seja um cidadão-cientista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. 📷 Francisco Castelo IPMA CIIMAR / CIMAR Ass

GelAvista

5 dias atrás
GelAvista

Partilhamos as ocorrências de #OrganismosGelatinosos, avistados ao longo da última semana em #Portugal pelos #ObservadoresGelavista: ➤ Catostylus tagi (#Medusadotejo) - Rio Tejo e oceanário (#lisboa) - Rio Tejo, Parque Natural da Arrábida e praias da Costa da Caparica (#setubal) - Praia da Alagoa e praia Verde (#faro); ➤ Physalia physalis (#CaravelaPortuguesa) - Praia de Mira (#coimbra) ➤ Rhizostoma luteum (#MedusaTambor) - Parque Natural da Arrábida e praias da Costa da Caparica (Setúbal) ➤ Ctenophora (#Ctenoforos) - Praias da Costa da Caparica (Setúbal) ➤ Siphonophora (#Sif

GelAvista

há uma semana
GelAvista

Aparentando ser um único organismo gelatinoso, o #pyrosoma é uma colónia formada por inúmeros zooides. A sua estrutura é rígida e assemelha-se a um cilindro oco, com uma das suas extremidades aberta. Esta espécie move-se por propulsão, bombeando água através do seu corpo, e alimenta-se de fitoplâncton por filtração. Ajude-nos a monitorizar as populações de #gelatinosos, enviando-nos os seus avistamentos através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Seja um #observadorgelavista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. 📷 Sílvia Tavares IPMA CIIMAR

GelAvista

2 semanas atrás
GelAvista

O #GelAvista participa, no dia 28 de novembro, no workshop “The way to go: final recommendations to efficiently engage science and data journalists for wider impact in CS projects”, promovido pelo projeto europeu #NEWSERA. A iniciativa decorrerá, em Barcelona, no âmbito de DATA4CitSciNews, conferência de acesso livre que poderá acompanhar através de streaming. + info em bit.ly/DATA4CitSciNews IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #ipma #ciênciacidadã #citizenscience

GelAvista

2 semanas atrás
GelAvista

Partilhamos as ocorrências de #OrganismosGelatinosos, avistados ao longo da última semana em #Portugal pelos #ObservadoresGelavista. Para informações sobre os cuidados a ter e quais as espécies mais venenosas consulte https://gelavista.ipma.pt/cuidados/ ➤ Physalia physalis (#CaravelaPortuguesa) - Praia Norte (#vianadocastelo) - Praia das Pedras Amarelas, praia da Olinda (#porto) - Praia de Paredes da Vitória (#leiria) - Praia do Magoito (#lisboa) - Praia do Porto Pim (#faial, #açores) ➤ Catostylus tagi (#Medusadotejo) - Rio Tejo, entre o Terreiro do Paço e o cais do Sodré, doca

GelAvista

2 semanas atrás
GelAvista

📆 Hoje celebra-se o #DiaNacionaldaCulturaCientífica! Enquanto programa de ciência cidadã, o GelAvista convida-o a participar ativamente na monitorização dos organismos gelatinosos no nosso país. Ainda não é nosso observador? Aceite o desafio e envie-nos os seus avistamentos, mesmo que nulos, através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Seja um cidadão-cientista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪 📷 Mar à Deriva - Adrift Sea IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #ipma #ciênciacidadã

GelAvista

2 semanas atrás
GelAvista

A #caravelaportuguesa é a espécie mais perigosa de organismos gelatinosos que ocorre em Portugal. As suas células urticantes localizam-se nos tentáculos e assemelham-se a minúsculas seringas que, através da libertação de substâncias tóxicas, podem provocar queimaduras severas. Em caso de contacto com uma caravela-portuguesa, tente manter a calma. Lave cuidadosamente a zona afetada com água do mar sem esfregar e remova vestígios do organismo da pele com uma pinça. Aplique, de seguida, compressas quentes (40º C) durante 20 minutos ou vinagre sem diluir. Procure sempre um profis

GelAvista

2 semanas atrás
GelAvista

Este sábado, 19 de novembro, o #GelAvista participou no VIII meet.Eco Coimbra, encontro organizado pelo Núcleo de Estudantes de Biologia da Associação Académica de Coimbra, com a apresentação "Gelatinosos Marinhos da Costa Portuguesa”. O evento decorreu no Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra, compreendendo palestras, workshops e outras atividades relacionadas com diferentes áreas da Ecologia. Na ocasião, a coordenadora da equipa GelAvista, Antonina dos Santos, teve a oportunidade de agradecer a colaboração da Associação Charcos & Companhia ao seu pres

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

📍 #GelAvista representado no VIII meet.Eco Coimbra, com a palestra "Gelatinosos Marinhos da Costa Portuguesa"

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

Partilhamos as ocorrências de #OrganismosGelatinosos, avistados ao longo da última semana em #Portugal pelos #ObservadoresGelavista. Para informações sobre os cuidados a ter e quais as espécies mais venenosas consulte https://gelavista.ipma.pt/cuidados/ ➤ Catostylus tagi (#MedusadoTejo) - Praia de Santa Cruz, praia das Maçãs, praia Grande, rio Tejo (#lisboa) - Praias da Costa da Caparica, rio Tejo (#setubal) ➤ Physalia physalis (#CaravelaPortuguesa) - Praia de Peniche de Cima (#leiria) - Praia dos Mosteiros (#saomiguel, #açores) ➤ Rhizostoma luteum (#MedusaTambor) - Praia do G

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

Descarregue a aplicação #GelAvista, disponível para Android e iOS, e comunique, de forma fácil e rápida, os seus avistamentos de organismos gelatinosos! Para além do mapa de ocorrências, a app permite consultar informação sobre as diferentes espécies mais comuns em Portugal, o seu poder urticante e os procedimentos a adotar em caso de contacto direto com as mesmas. Colabore ativamente neste programa de #ciênciacidadã do #IPMA, participando na monitorização dos organismos gelatinosos no nosso país. O seu contributo é muito importante! Contamos consigo para fazer ciência

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

Hoje celebra-se o #DiaNacionaldoMar 🌊, data da entrada em vigor da Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar em 1994. Assinalamos a efeméride, sublinhando o importante papel que o mar sempre assumiu na história e na economia do país, na expetativa de sensibilizar a sociedade para a necessidade de investir na proteção e conservação dos oceanos e da sua biodiversidade. 📷 Raquel Rodrigues Ajude-nos a monitorizar as populações de #gelatinosos, enviando-nos os seus avistamentos, mesmo que nulos, através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. O seu contr

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

Conheça os dados dos avistamentos de #caravelaportuguesa registados em Portugal continental, na Madeira e nos Açores, que foram apresentados, em outubro, no 7.º Encontro GelAvista. Consulte o número de observações desta espécie desde o arranque do programa de ciência cidadã do IPMA até ao presente, bem como a representação espacial dos avistamentos comunicados neste último ano. Seja um observador #GelAvista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #ipma #ciênciacidadã

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

A equipa #GelAvista está sempre disponível para ajudar a identificar as diferentes espécies de organismos gelatinosos que ocorrem em Portugal💪 Wilder - rewilding your days IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #ipma #ciênciacidadã

GelAvista

3 semanas atrás
GelAvista

Pouco avistada em Portugal, a #medusadalua (Aurelia aurita) é facilmente identificada pelo seu aspeto translúcido e pelas gónadas em forma de ferradura, visíveis no centro da campânula. Ajude-nos a monitorizar as populações de #gelatinosos, enviando-nos os seus avistamentos através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Seja um #observadorgelavista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪 . 📷 João Paulo Rocha IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #IPMA #ciênciacidadã

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

O #GelAvista é o programa de ciência cidadã do IPMA que monitoriza, desde 2016, os organismos gelatinosos em toda a costa portuguesa, com a ajuda dos cidadãos. Já conhece os objetivos deste projeto? IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #IPMA #ciênciacidadã

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

Partilhamos as ocorrências de #OrganismosGelatinosos avistados ao longo da última semana em #Portugal pelos #ObservadoresGelavista: ➤ Physalia physalis (#CaravelaPortuguesa) - Praia Grande (#lisboa) - Praia da Baía (#aveiro) ➤ Catostylus tagi (#MedusadoTejo) - Praia Grande, praia da Foz do Sizandro, doca de Santo Amaro, Oceanário de Lisboa, entre Terreiro do Paço e cais do Sodré no rio Tejo (Lisboa) - Praia de Alcochete, praia da Califórnia e praias da Costa da Caparica (#setubal) ➤ Rhizostoma luteum (#MedusaTambor) - Praias da Costa da Caparica (Setúbal) ➤ Siphonophora (#Sif

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

Saiba o que fazer em caso de contacto com uma #medusa e minimize as possíveis reações provocadas pelas suas células urticantes. Após lavar com água do mar a zona afetada (sem esfregar), remova possíveis vestígios do organismo da pele com uma pinça. Em seguida, aplique compressas de gelo durante 15 minutos. Não use água doce, vinagre, álcool ou amónia, nem ligaduras ou pensos rápidos. Se a dor persistir, consulte o seu médico ou farmacêutico. A maioria dos contactos é acidental e ocorre na praia, sendo importante evitar tocar nos #gelatinosos arrojados, mesmo depois de mo

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

Sabe quais são os organismos gelatinosos mais avistados no nosso país? O programa de ciência cidadã GelAvista apresentou, no seu encontro anual, realizado em outubro, no IPMA de Algés, os dados referentes aos avistamentos comunicados pelos observadores. Conheça os números divulgados na sétima edição do evento, que indicam as espécies mais avistadas em Portugal continental, na Madeira e nos Açores. Seja um observador #GelAvista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #ipma #ciênciacidadã

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

Um bloom é um aumento rápido da abundância de organismos numa determinada área promovido por alterações das condições ambientais. Trata-se de um fenómeno comum, natural e, por norma, sazonal. Os gelatinosos conseguem reproduzir-se e crescer muito rapidamente. A elevada abundância que podem atingir terá impactos nos ecossistemas marinhos, podendo afetar negativamente atividades económicas locais, como a pesca e o turismo. Informação sobre blooms é fundamental para uma potencial previsão da sua ocorrência. Ajude-nos a monitorizar os #gelatinosos em Portugal. Envie-nos dados s

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

Um avistamento nulo refere-se à ausência de #gelatinosos numa determinada área. Confirma que a inexistência de registo das espécies naquele local não se deve à falta de observações. Se estiver numa zona costeira e não detetar gelatinosos, envie-nos esse #avistamentonulo através da app GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Ajude-nos a monitorizar as populações de gelatinosos em Portugal. Seja um observador #GelAvista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. 📷 José Azevedo IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #IPMA #ciênciacidadã

GelAvista

4 semanas atrás
GelAvista

👉 A #MedusaCompasso (Chrysaora hysoscella) distingue-se facilmente das outras espécies de gelatinosos pela sua simetria radial, apresentando bandas castanhas-escuras que se projetam a partir do centro da campânula, em forma de V. Ajude-nos a monitorizar as populações de #gelatinosos, enviando-nos os seus avistamentos através da aplicação #GelAvista ou para plancton@ipma.pt. Seja um #observadorgelavista! Contamos consigo para fazer ciência 🧪. 📷Maria Roxo IPMA CIIMAR / CIMAR Associate Laboratory #IPMA #ciênciacidadã #medusa

GelAvista

há um mês
GelAvista

O #GelAvista é responsável pela monitorização dos #gelatinosos em Portugal. Procura colmatar a falta de conhecimento sobre estes organismos, envolvendo a comunidade na ciência 🧪. A informação recolhida pelos cidadãos tem permitido conhecer as espécies que ocorrem no país e saber mais sobre a sua distribuição, dinâmica e papel nos ecossistemas marinhos. Para participar neste programa de #ciênciacidadã do #IPMA basta enviar os dados sobre os seus avistamentos através da app GelAvista ou do e-mail plancton@ipma.pt: 👉 Data, hora e local do avistamento; 👉 Fotografia, s